2 de março de 2024
DestaquePolícia

Morte cruel de garoto de cinco anos causa comoção em Lácio, na região de Marília




Suspeita de matar o pequeno Lorenzo Febrônio Nunes, de apenas cinco anos, na noite do último domingo (11), a adolescente de 14 anos apreendida pelo crime confessou a responsabilidade pela morte do garoto. No relato, a menor afirma ter usado uma pedra do tamanho de um tijolo para atingir a cabeça da vítima. Ela diz ainda que contou com a ajuda de outro adolescente, que teria segurado Lorenzo. O jovem foi ouvido, negou participação no crime e foi liberado, mas deve ser investigado.

Inicialmente, a menor teria negado a participação no homicídio. Depois, voltou atrás, confessou o assassinato e revelou detalhes de como teria tirado a vida de Lorenzo.

A menor disse que passava em frente à casa da vítima, quando o garoto teria pedido para que ela o levasse até um campo de futebol, para brincar com seus amigos. Ele estava sozinho e o encontro teria ocorrido pela avenida Brasil.

A adolescente disse que não pretendia ajudá-lo, já que ele a teria chamado de “sapatão”. Ela afirmou que, há uma semana, o garoto a chamava assim, sempre que a encontrava.

O menino, então, foi convencido de que, antes de irem para o campo de futebol, passariam na casa de um tio da adolescente, o que não era verdade. Próximo a um bambuzal, a jovem teria encontrado outro adolescente e contado para ele que Lorenzo estava a chamando de “sapatão”.

O suposto comparsa teria segurado a criança, ela pegou uma pedra de cascalho, do tamanho aproximado de um tijolo, e atingiu a cabeça da vítima. O rapaz teria pedido para que ela atirasse a pedra e teria deixado o local em seguida. Ele ainda teria ameaçado bater nela, caso contasse para alguém do seu envolvimento no crime.

O garoto teria desmaiado após a primeira pedrada. Ela contou que ainda teria desferido mais dois golpes na cabeça da vítima, deixando o local em seguida e indo de carona até o Carnaval em Vera Cruz.

A adolescente pegou uma carona com uma conhecida e o namorado. Depois disso, retornaram para Lácio e ela contou o que havia acontecido horas antes. O casal inicialmente acreditou que fosse mentira, até saber das buscas pelo garoto. Eles, então, acionaram a Polícia Militar, que foi até a casa da suspeita.

A jovem ainda tentou negar o crime, mas percebendo que não teria escapatória, confessou o crime e recebeu voz de apreensão. A adolescente contou onde havia deixado o corpo, sendo que as buscas feitas pelos moradores de Lácio culminaram com o encontro de Lorenzo, já sem vida.

A suspeita do crime foi apreendida em flagrante. Um vídeo de câmera de segurança registrou o momento em que ela passa pela avenida Brasil, na companhia da vítima, em direção ao local do homicídio.

Os policiais identificaram o outro adolescente, que negou envolvimento no crime. Como não havia nenhuma prova da participação do jovem, ele foi liberado depois de prestar depoimento. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil de Marília, para saber se a adolescente agiu sozinha ou se teve companhia de outro adolescente no crime.

CRIME

O pequeno Lorenzo Febrônio Nunes havia sido dado como desaparecido por volta das 18h30 de ontem, levando sua família a lançar uma mobilização desesperada através das redes sociais em busca do garoto.

Infelizmente, a angustiante busca chegou a um desfecho doloroso quando o corpo da criança foi encontrado com ferimentos graves e já sem vida. Leia mais no Marília Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *