14 de abril de 2024
AgroDestaques

Balança comercial do agro paulista tem superavit de US$ 1,73 bi em janeiro




O saldo da balança comercial do agronegócio paulista manteve o bom desempenho registrado durante todo o ano passado. Em janeiro de 2024, as exportações de produtos agrícolas do Estado de São Paulo somaram US$ 2,22 bilhões, mais de 18% do que o registrado no mesmo mês do ano passado. Já as importações totalizaram US$ 0,49 bilhão (+11,4%).

Com esses resultados, a balança comercial do agro paulista obteve um superavit de US$ 1,73 bilhão, 20,1% superior em relação a janeiro de 2023. Os dados foram divulgados pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

A participação das exportações do agronegócio paulista no total do estado de janeiro de 2024 foi de 42,4%, enquanto a participação das indústrias foi de 8,1%.

Vale destacar que as exportações paulistas nos demais setores da economia – exclusivo o agronegócio – somaram US$ 3,02 bilhões, e, entre outros, US$ 5,55 bilhões, gerando um déficit de US$ 2,53 bilhões em janeiro de 2024 Desta forma, conclui-se que o resultado negativo da balança comercial exterior paulista só não foi devido ao bom desempenho do agronegócio estadual. 

Os cinco principais grupos nas exportações do agronegócio paulista em janeiro de 2024 foram: complexo sucroalcooleiro (US$ 935,49 milhões, sendo que desse total o açúcar representou 92,8% e o álcool etílico – etanol, 7,2%), setor de carnes (US$ 249,72 milhões, em que a carne bovina respondeu por 84,4%), o grupo de sucos (US$ 241,55 milhões, dos quais 98,9% referentes a suco de laranja), produtos florestais (US$ 222,12 milhões, com participações de 49,1% de celulose e 43,5% de papel), o grupo dos produtos de origem vegetal (US$ 95,55 milhões, 60% de participação de óleos essências, principalmente de laranja). Esses cinco agregados representaram 78,7% das vendas externas setoriais paulistas.

Já o grupo de café, tradicional nas exportações paulistas, aparece na sexta posição, com vendas de US$ 91,09 milhões (71,8% referentes ao café verde e 27,3% de café solúvel).Já o grupo de café, tradicional nas exportações paulistas, aparece na sexta posição, com vendas de US$ 91,09 milhões (71,8% referentes ao café verde e 27,3% de café solúvel).

Ainda de acordo com a IEA, em janeiro de 2024 foram registradas variações importantes nos valores exportados dos principais grupos de produtos da pauta paulista, quando comparado com o mesmo mês do ano anterior, com aumentos para os grupos: complexo sucroalcooleiro (+50,4 %), sucos (+22,5%) e café (+8,1%).

Desses grupos relevantes, o sucroalcooleiro é o que apresenta maior participação (42,2%) nas exportações paulistas. No total, o grupo subiu 50,4% em valores e 36,1% em volumes, acompanhando o bom desempenho das vendas externas do açúcar (+76,3% em valores e +44,6% em volume), principal produto do grupo, com valorizações nos preços médios dessas commodities de 22,1% para açúcar em bruto e 16,3% para o orgânico. Os principais destinos desse grupo são: Índia (11,4%), China (11%), Marrocos (8,3%), Indonésia (7,1%), Iraque (6,9%), Emirados Árabes Unidos (6 ,8%), Nigéria (6,4%), Argélia (5,9%) e Arábia Saudita (5,5%).

Da Secretaria do Estado da Agricultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *