14 de abril de 2024
AgroDestaques

Coopershow abriga o 4º Encontro Técnico da Mandioca em Cândido Mota

A cadeia produtiva da cultura de mandioca não pode perder o IV Encontro Técnico da  Mandioca, que ocorre em 24 de janeiro, no município de Cândido Mota. O encontro faz parte da 17º Coopershow, que ocorre de 23 a 26 de janeiro. O Instituto Agronômico (IAC-APTA) é um dos parceiros desse grande evento.

O pesquisador do IAC, Valdemir Antonio Peressin, é o coordenador técnico desde a primeira edição do Encontro Técnico da Mandioca. A iniciativa desse evento é decorrente da parceria firmada entre o IAC, a Coopermota e pela Associação dos Produtores de Mandioca e Derivados do Estado de São Paulo (APMESP).

No dia 24 de janeiro Peressin irá palestrar sobre os herbicidas registrados para mandioca. Outro destaque é a divulgação da parceria entre o IAC, a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) por meio do departamento da CATI Sementes e Mudas, a APTA Regional, ligados à Secretaria de Agricultura e Abastecimento de SP, e a Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (Fundag) na produção de mudas sadias de batata-doce e mandioca destinada para vendas.

A parceria foi assinada no aniversário do IAC, em 27 de junho de 2023, sendo o plantio das matrizes em setembro e o fornecimento de mudas a partir de dezembro. As mudas são das variedades de mandioca de mesa IAC 601 Vitaminada e IAC 576-70, as mandiocas de indústria IAC 14, IAC 90 e IAC 118-95. Além, das variedades de batata-doce IAC 691 de polpa alaranjada, IAC Ametista de polpa roxa, IAC 134 AL01 de polpa alaranjada, IAC Clara, IAC Lavínia, IAC Prudentina e a cultivar industrial IAC Santa Elisa.

A mandioca, historicamente, faz parte do dia a dia da população brasileira e de outras nacionalidades. “Foram escolhidas essas espécies devido a relevância da cultura e necessidade de mudas sadias para implantação”, diz o pesquisador do IAC.

Peressin explica que os materiais foram entregues livres de doenças e vírus devido a limpeza realizada pela equipe do laboratório de micropropagação do Centro de Cana do IAC, em Ribeirão Preto. O trabalho da CATI Sementes e Mudas foi concentrado na multiplicação e posterior divulgação das variedades desenvolvidas pelo IAC.

Os produtores interessados em adquirir os materiais podem entrar em contato por WhatsApp: (15) 99845-9056, ou por e-mail: marcos.franco@sp.gov.br. A bandeja com 50 células de batata-doce tem o valor de R$ 100,00 e o feixe com 50 ramas de mandioca o investimento de R$ 15,00. O engenheiro agrônomo da CATI e diretor do Centro de Mudas da CATI Sementes e Mudas, Marcos Augusto Franco Junior, informa que a retirada dos materiais ocorre nos municípios paulistas de Itaberá e Pederneiras.

Os participantes do evento também poderão conhecer os stands de expositores e assistir as demais palestras.

O evento será realizado no espaço de Difusão de Tecnologia, localizado na rua João Dias Gimenes, s/n, em Cândido Mota. Mais informações acesse o site: https://www.coopershow.com/.

Da Secretaria de Estado da Agricultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *