4 de março de 2024
DestaquesEsportes

Após beijo forçado, espanhol é banido do futebol pela Fifa

Luis Rubiales, ex-presidente da Federação Espanhola de Futebol (RFEF), foi banido de todas as atividades relacionadas ao futebol por três anos, informou o órgão dirigente do futebol mundial segunda-feira (30/10). A suspensão foi imposta após beijo não consensual que Rubiales deu na jogadora espanhola Jenni Hermoso após a final da Copa do Mundo feminina deste ano, na qual a Espanha venceu a Inglaterra.

O escândalo ofuscou completamente o que foi um momento importante para o futebol feminino espanhol e se transformou em uma onda de sexismo que atraiu as manchetes globais.

“O Comitê Disciplinar da Fifa baniu Luis Rubiales, ex-presidente da Federação Espanhola de Futebol (RFEF), de todas as atividades relacionadas ao futebol em nível nacional e internacional por três anos, depois de constatar que ele agiu em violação do artigo 13 do Código Disciplinar da Fifa”, informou a entidade em um comunicado.

Os advogados de Rubiales disseram à Reuters que não comentariam a decisão.

Rubiales renunciou em setembro ao cargo de presidente da RFEF, dizendo que sua posição havia se tornado insustentável. Inicialmente, ele havia prometido não renunciar, apesar da pressão de jogadores, políticos e grupos de mulheres.

Hermoso apresentou uma queixa contra Rubiales de que ele e sua assessoria divulgaram uma declaração sem a aprovação dela, na qual dizem que a jogadora afirmou que o beijo foi um “gesto mútuo e totalmente espontâneo”.

Rubiales, de 46 anos, tem o direito de recorrer da decisão.

“O Sr. Rubiales foi notificado dos termos da decisão do Comitê Disciplinar da Fifa hoje”, disse a Fifa. “A decisão continua sujeita a um possível recurso perante o Comitê de Apelação da Fifa.”

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *